Na tentativa de elitizar o futebol brasileiro: Frustrações.

Bom dia, nação!

Na maioria das vezes, um clássico é marcado por polemicas, tanto na arbitragem quanto pela torcida. Mas aqui em Minas estamos inovado bastante neste quisto (polêmicas).

Neste domingo, tivemos a reinauguração do 2° estádio pronto (?) para a Copa de 2014. É certo que o nível apresentado dentro das quatro linhas melhorou e muito! Jogo rápido, torcida próxima, empolgante, muito barulho e até quem viu em casa não se decepcionou pois as câmeras estavam bem localizadas. Apesar destes pontos positivos (excelentes), tivemos vários outros negativos que deixaram milhares de torcedores que compareceram ao estádio, insatisfeitos.

Começando do mais leve, na verdade, um mico pago pela Minas Arena, o nome do Cruzeiro foi alterado para: Cruzeiro Futebol Clube, no ingresso. Okay, nada grave, tá tranquilo. Fato revoltante, foram os 600 ingressos reservado aos sócios torcedores, terem sido comercializados. TERRÍVEL, TERRÍVEL!  Enfim, estes acontecimentos, foram na semana do clássico. Eu imaginava que não poderia ocorrer mais nada tão constrangedor, me enganei.

No dia anterior ao clássico, tivemos uma forte chuva em Belo Horizonte. Gramado totalmente  encharcado e as noticias não pararam de correr (todo mundo querendo criticar o gramado do “Novo” Mineirão). No dia do jogo, achei que não haveria problema nenhum, gramado perfeito, impecável, porém,  hoje já vejo noticias de uma possível troca da grama (o que levaria um bom tempo até ser utilizado novamente). DIFÍCIL!Drenagem do Mineirão não funcionava 24 horas antes da partida.

Drenagem do Mineirão não funcionava 24 horas antes da partida.

 Outro fator revoltante, foi o estacionamento do estádio que demorou a ser aberto e haviam poucas vagas, sendo que ao redor do estádio não era permitido estacionar (vários torcedores, até mesmo o ex-presidente, Zezé Perrella, tiveram que recorrer à lugares distantes). Ao entrar no estádio, os torcedores não encontraram nenhum bar aberto, pois não tinham licença. Calor forte, jogo emocionante, mais de 58 mil torcedores e nada de água.

Levando em conta os valores dos ingressos vendidos, acho isso tudo um absurdo com o torcedor que foi ao estádio (embora seja a principal responsável), não creio que a Minas Arena seja a única culpada. O Governo de Minas Gerais, também é responsável  por colocar um jogo desse nível como reabertura de um estádio semi-pronto.

E você? O que achou? Quem são os maiores responsáveis por esses deslizes?

Anúncios

Deixe um Comentario

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s